3/21/2017

IRDETO descobriu o que ACABARIA COM A PIRATARIA DA TV no Brasil e outros países

Li agora a pouco em um site francês que a empresa IRDETO, que desenvolve sistemas de proteção de conteúdo para operadoras de tv por assinatura e demais players do mercado de tv e midias digitais, financiou um estudo para investigar a pirataria da tv por assinatura em todo o mundo.
No total foram entrevistados aproximadamente 25 mil pessoas adultas em 30 países distintos, pessoas estas que de alguma maneira consomem a pirataria da tv por assinatura.
O estudo chegou à conclusão que em todo o mundo cerca de 52% das conexões ao conteúdo da tv por assinatura são piratas, um número bem alarmante não é mesmo?
Mas se este número é impressionante a pesquisa financiada pela IRDETO também tinha um objetivo bastante pretencioso, que seria descobrr o que poderia fazer com que estas pessoas deixassem de consumir o conteúdo da tv por assinatura de forma pirata.
Eles então fizeram esta pergunta aos entrevistados e descubriram que no total, 48% das pessoas que consomem tv pirata deixariam de consumir se tivessem acesso às informações de como a pirataria da tv por assinatura causa danos à indústria do entretenimento.

É isto mesmo, 48% das pessoas em todo o mundo disseram que se houvessem campanham educativas de forma correta que esclarecessem os reais danos que a pirataria da tv por assinatura causa em toda a cadeia de produção e distribuição de entretenimento para a tv por assinatura, elas com certeza deixariam de consumir o conteúdo da tv paga de forma pirata.
Mas as surpresas não param por aí, o estudo também mostrou por região do globo terrestre qual as porcentagens de pessoas optaram por tal resposta, olha só :
- 59% dos consumidores de tv pirata na América Latina disseram que deixariam de consumir tv por assinatura pirata se houvessem capanhas educativas sobre o dano que a pirataria causa às empresas envolvidas com tv por assinatura.
Resultado de imagem

- 55% dos habitantes da Asia e Oceano Pacífico na mesma condição também disseram o mesmo.
- 45% dos usuários de pirataria da Europa também se disseram sensibilizáveis por campanhas educativas que demonstrem os danos causados pela pirataria; e
- 38% dos americanos que usam pirataria disseram que deixariam de usar se soubessem de forma correta quais são estes danos que a indústria causa às empresas da tv por assinatura.
E se você entendeu bem estes números eles significam, entre outras coisas, que a América Latina está mais propensa a deixar de usar a pirataria da tv por assinatura após ser informada de forma correta dos danos reais que a pirataria da tv por assinatura causa a todos os envolvidos nesta indústria do entretenimanto.
Indo mais a fundo aí, isto significa que os brasileiros estão entre as pessoas que mais disseram que deixariam de usar a pirataria da tv por assinatura após este tipo de campanha educativa.
Neste estudo, é claro, tem que se levar em consideração que a resposta é estimulada, ou seja, o entrevistador dava várias alternativas e o entrevistado então escolhia a resposta que achava mais correto.
Quando eu publico conteúdo falando sobre a pirataria e dizendo para os nossos leitores que ela é ilegal a resposta que é dada na maioria das vezes é que se a tv por assinatura fosse mais barata as pessoas não usariam tv pirata, e agora está também se tornando muito comum as pessoas dizerem que os políticos estão cometando atos muito mais graves que piratear a tv por assinatura e que então elas não se sentem constrangidas por piratear a tv por assinatura.

Eu acho que uma coisa não perdoa a outra, mas a alegação é mesmo reflexo deste discredito político vivido atualmente no Brasil.
Já a IRDETO tem esperança mesmo é nas campanhas educativas informando aos usuários da tv pirata que isto causa prejuízo às operadoras de tv por assinatura e para as distribuidoras e produtoras de conteúdo.
Será que daria mesmo certo?

Fonte: GPS PESQUIZA


Receba Notícias diretamente no seu e-mail em primeira mão !

Instruções para cadastro: 
1° - No lado Superior esquerdo do nosso site, procure na coluna a opção " Receba notícias no e-mail" 






2° - Insira seu e-mail no campo "Email address" e logo em seguida clica em Submit. 
3° -  Abrirá uma janela pop-up para confirmar o cadastro, coloque o código de segurança e prossiga.
4° -  Ainda não está pronto, seu e-mail foi cadastrado, mais ainda não foi ativado, para ativar entre na sua caixa de entrada do e-mail cadastro e verifique um e-mail enviado pelo FeedBurner, ( Verifique também o lixo eletrônico ) dentro dele terá um link para ativação do cadastro, após clicar nele, está tudo pronto